Ludvig Gastroenterlogia Especializada

Colite microscópica

Formas de tratamento

Por Dr. Juliano C. Ludvig
Médico, Especialista em Gastroenterologia

O tratamento das colites microscópicas, que inclui a colite colagenosa e a colite linfocítica, é primariamente focado no controle dos sintomas, particularmente a diarreia, e na melhoria da qualidade de vida do paciente. Vamos detalhar as principais abordagens de tratamento:

 

  1. Modificações Dietéticas

    Muitos pacientes com colite microscópica podem se beneficiar de ajustes na dieta para ajudar a controlar a diarreia:

    - Reduzir a ingestão de cafeína e lactose: Esses componentes podem exacerbar a diarreia em alguns pacientes.
    - Evitar alimentos gordurosos: Gorduras podem ser mais difíceis de digerir e podem piorar os sintomas.
    - Fibras: Alguns pacientes podem se beneficiar da ingestão de fibras solúveis (como psyllium), que pode ajudar a formar fezes e reduzir a diarreia, enquanto fibras insolúveis devem ser evitadas se exacerbarem os sintomas.


     
  2. Medicamentos Anti-diarréicos

    - Loperamida: Um anti-diarréico que ajuda a reduzir a frequência das evacuações e a urgência, melhorando a consistência das fezes.
    - Bismuto subsalicilato: Pode ser útil em alguns casos para diminuir a diarreia.
     
  3. Terapia Anti-inflamatória

    - Budesonida: Um corticosteroide com efeitos principalmente locais no intestino, com menos efeitos colaterais sistêmicos do que outros corticosteroides. É frequentemente usado nos casos moderados a graves.
    - Mesalazina: Embora tradicionalmente usada no tratamento de outras formas de doenças inflamatórias intestinais, pode ser útil em alguns pacientes com colite microscópica.
     
  4. Terapias Imunossupressoras

    Em casos onde a resposta ao tratamento padrão não é adequada, medicamentos imunossupressores podem ser considerados:

    - Azatioprina ou 6-mercaptopurina: Podem ser usados para controlar a inflamação em pacientes que não respondem adequadamente aos corticosteroides.
     
  5. Probióticos

    Embora os dados sejam mistos, alguns estudos sugerem que os probióticos podem ajudar a restaurar o equilíbrio da flora intestinal e reduzir os sintomas em algumas formas de doenças inflamatórias intestinais.
     
  6. Tratamento de Condições Associadas

    Como as colites microscópicas estão frequentemente associadas a outras condições autoimunes, como doenças da tireoide e doença celíaca, é crucial gerenciar essas condições de maneira efetiva.
     
  7. Monitoramento e Avaliação Contínuos

    Os pacientes com colite microscópica devem ser regularmente monitorados para avaliar a eficácia do tratamento e fazer ajustes conforme necessário. Avaliações regulares podem ajudar a identificar quando um tratamento mais intensivo é necessário ou quando é possível reduzir a medicação.

Não existem métodos comprovados para prevenir a colite microscópica, uma vez que suas causas específicas ainda são desconhecidas. No entanto, um diagnóstico precoce e tratamento apropriado podem ajudar a controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente. Manter um diário alimentar pode ajudar a identificar gatilhos dietéticos que exacerbam os sintomas, e ajustes na dieta podem ser benéficos.

Dr. Juliano C. Ludvig é Médico, Especialista em Endoscopia Digestiva pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva – SOBED e Especialista em Gastroenterologia Clínica pela Federação Brasileira de Gastroenterologia – FBG. É Coordenador Regional da ABCD - Associação Brasileira de Colite e Doença de Crohn. É Membro Titular do GEDIIB - Grupo de Estudos das Doenças Inflamatórias Intestinais no Brasil. É Chefe do Setor de Gastroenterologia do Hospital Santa Isabel e Presidente do Centro de Estudos do mesmo hospital. Tem Residência Médica em Clínica Médica no Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo e Residência Médica em Gastroenterologia no Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo. Também é International Member of the American College of Gastroenterology e International Member Of the ECCO - European Crohn’s and Colitis Organization.

Contatos e solicitações de agendamento

Descreva em detalhes sua solicitação ou contato. Responderemos assim que possível através de um dos dados de contato informados abaixo.

*Campos obrigatórios

Canais de atendimento

Para fazer um agendamento de consulta, por favor utilize uma das formas de contato mostradas nesta seção.

Nosso horário de atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Ed. Stein Tower - Rua Mal. Floriano Peixoto, 222 Sala 1203

Centro - 88160-076
Blumenau - SC

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Clique em "Minhas opções" para gerenciar suas preferências de cookies.

Minhas Opções Aceito

Quem pode usar seus cookies?

×

Marketing (1)

Códigos de rastreio com intuito de coletar informações para melhorar sua experiência com anúnciosmais detalhes ›

Tag Manager

Cookies necessários

São essenciais pois garantem a segurança da sua navegação e nos permitem dimensionar o volume de acessos que temos. Sem esses cookies, alguns serviços essenciais do site não podem ser fornecidos. Esse nível é o mais básico e não pode ser desativado.
Benefícios: Apenas os necessários para que o site funcione.
Exemplos: Segurança, sessão do usuário, estatística básica de acesso.